Coluna televisiva: Globo requenta programação velha para vender como novidade

O formato de minisshow deu certo

Por Daniel Castro
Do R7

Zé Paulo Cardeal/TV Globo/Divulgação

https://i1.wp.com/noticias.r7.com/blogs/daniel-castro/files/2013/03/noname25.jpg
Marcelo Adnet na festa da Globo que virou programa de TV

Há alguns anos, a Globo começou a produzir esquetes e jograis com seus artistas para apresentar a jornalistas sua programação do ano.
O formato de minisshow deu certo. Logo, a emissora passou a convidar publicitários e anunciantes.
Neste ano, a Globo transformou essa festa em um programa de TV, o Vem_aí, um VMB (MTV) autopromocional, exibido ontem à noite sem intervalos comerciais (!).
No Jornal Nacional, uma reportagem (?) falou do programa “sem estragar a surpresa” e convidou o público a conhecer “os segredos da programação de 2013”.
Para quem acompanha o noticiário sobre televisão, só havia dois segredos: a contratação de Ronaldo e Rubens Barrichello como comentaristas esportivos.
Para quem acompanha a programação da Globo, só havia duas novidades: a série O Dentista Mascarado e a minissérie A Teia, no ar no segundo semestre.
A Globo não lançou uma nova programação. Fez, sim, um espetáculo de propaganda, como a publicitária reportagem do JN já indicava, em que o repórter fazia uma única pergunta aos artistas _o que vem aí?

Zé Paulo Cardeal/TV Globo/Divulgação

https://i0.wp.com/noticias.r7.com/blogs/daniel-castro/files/2013/03/noname24-e1364554908540.jpg
Michel Teló no clipe Vem_aí, da Globo

A novidade na Globo é a propaganda, a embalagem, porque, a rigor, a programação de 2013 está no ar desde o começo deste ano, se considerarmos Pé Na Cova, ou há quatro décadas, se considerarmos suas novelas.
Com a audiência em queda desde meados dos anos 2000, a Globo está cada vez mais popular, cada vez mais próxima de Record e SBT (até na exibição de um programa inteiro sem intervalos), com um pouco de MTV dos anos 1990 na estética.
Não é mera coincidência as próximas novelas das sete e das nove serem ambientadas em São Paulo, o principal mercado do país, o mais fragmentado nos relatórios do Ibope.
A campanha Vem_aí, que embala o lançamento da nova velha programação, é algo novo na Globo.
Ela é um chamamento (“vem!”), faz um apelo para o telespectador voltar a assistir sua programação.
É um sinal de que a Globo está mais agressiva na propaganda, descendo do pedestal, menos arrogante, menos engessada.
É a marca da nova diretoria, mais jovem, que tomou posse em janeiro.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Artes e Espetáculos, Colunas, Televisão e marcado , , , , , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s