Parentes das vítimas do acidente da Gol pedem prioridade no julgamento do caso

Avião bateu em um jato Legacy, no Mato Grosso, em setembro de 2006; 154 pessoas morreram

Do R7

Sebastião Moreira/08.10.2006/Estadão Conteúdo

http://img.r7.com/images/2013/04/22/12_46_46_475_file?dimensions=460x305
Destroços do avião da Gol que saiu de Manaus com destino a Brasília e bateu no ar com um jato Legacy, deixando 154 mortos

Parentes das vítimas do acidente da Gol vão pedir prioridade no julgamento do caso. A Associação dos Parentes e Amigos das Vítimas do Voo 1907, criada para unificar os interesses dos familiares, afirmou que entre seus membros estão pessoas com mais de 60 anos.
Por causa disso, eles pretendem aproveitar o benefício da lei nº 12.008/09, que dá direito de preferência em julgamentos de processos judiciais em que as partes ou interessados tenham mais de 60 anos. O benefício é para que os processos sejam julgados e a justiça seja feita enquanto as vítimas ainda estão vivas e possam usufruir seus direitos.
Segundo a associação, o processo criminal está na segunda instância e, se não for transitado e julgado até julho de 2016, vai prescrever. Ainda de acordo com a entidade, há poucos dias o MPF (Ministério Público Federal) decidiu recorrer ao STJ (Superior Tribunal de Justiça) a fim de aumentar a pena para os pilotos americanos Joseph Lepore e Jan Paul Paladino.
Em outubro do ano passado, o TRF-1 (Tribunal Regional Federal da Primeira Região) reduziu, na segunda instância, a pena aplicada aos pilotos americanos. Eles comandavam o jato Legacy que colidiu com o Boeing da Gol em setembro de 2006, matando 154 pessoas.
O TRF-1 reduziu a condenação da dupla, determinada pela Justiça Federal de Mato Grosso, de quatro anos e quatro meses de prisão para três anos e um mês, por homicídio culposo. No último recurso, o procurador regional da República Osnir Belice pede que o STJ aumente a pena base fixada para Lepore e Paladino por entender que a decisão do tribunal violou os critérios previstos em lei para a fixação das sanções aos condenados.
A Associação dos Familiares e Amigos das Vítimas do Voo 1907 espera que com a prioridade no processo o caso, que deve ir para a terceira instância, seja encerrado o mais breve possível, como afirma Rosane Gutjahr, diretora da associação e viúva de uma das vítimas.

— Estamos há quase sete anos lutando por justiça. É muito dolorido saber que os pilotos que causaram tantas mortes continuam sendo responsáveis por vários voos e colocando a vida de outras pessoas em risco, sem serem punidos e que ainda temos a chance do caso cair em prescrição.

Histórico

O avião da Gol, que fazia o voo 1907, saiu de Manaus (AM) com destino ao Rio de Janeiro (RJ) e bateu em um jato Legacy no ar, caindo perto do município de Peixoto de Azevedo (MT), no dia 29 de setembro de 2006. Com a batida, 154 passageiros que estavam dentro do avião da Gol morreram. Apesar de avariado, o jato Legacy, que transportava sete pessoas, conseguiu pousar com segurança.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s