Neymar se despede do Santos sem vitória e em jejum

Bem marcado, e abalado emocionalmente, camisa 11 pouco fez diante do Flamengo

Do R7

EFE

https://i1.wp.com/i1.r7.com/data/files/2C96/1617/3EE2/6666/013E/E291/402C/3185/neymar%20santos%20x%20fla%20efe.jpg
Bem marcado, Neymar pouco produziu contra o Flamengo

Neymar se despediu do Santos neste domingo (26), mas não do jeito que queria. Bem marcado, e emocionalmente abalado, tanto que chorou antes de a bola começar a rolar, o camisa 11 pouco produziu diante do Flamengo, em Brasília, e acabou deixando o campo do estádio Nacional amargando um empate por 0 a 0.
O resultado na estreia do Peixe no Brasileirão aumentou para oito jogos o jejum de gols do camisa 11, agora jogador do Barcelona, e selou a passagem de Neymar pelo time da Vila Belmiro com o mais longo perído sem balançar as redes dos adversários.
Apesar da ‘seca’ recente, Neymar tem motivos para se orgulhar, pois parte do Peixe para a equipe catalã com 230 jogos realizados como profissional e 138 gols marcados, o que resulta em uma média de 0,6 gols por partida.
Dentro de campo pela última vez envergando a 11 santista, Neymar até lutou, mas sofreu não apenas com a marcação e o abalo emocional. Os erros de passe dos companheiros e a dificuldade de municiar o setor ofensivo, presentes nos últimos jogos do time de Muricy, contribuíram para a atuação apagada de Neymar.
No primeiro tempo do jogo contra o Fla, os momentos de maior brilho do jogador foram um chute a gol, sem muito perigo, aos 17 minutos, e um abraço em Renato Abreu para separá-lo de Cícero e evitar uma troca de tapas entre os atletas, já no finzinho da etapa inicial.
Neymar voltou para o segundo tempo prometendo esquecer a emoção e as lágrimas e buscar a vitória, mas continuou sofrendo com a marcação e com a falta de qualidade nos passes dos companheiros.
Mesmo assim ainda conseguiu dar quatro chutes contra o gol de Felipe, apenas o último com algum perigo. Por isso, deixou Brasília feliz pelo dever cumprido, mas com a sensação de que faltou algo para ir embora ainda mais feliz.

Anúncios

Sobre João Lima

Crítico de entretenimento desde 2001, João Eduardo Lima escreve no Jornal Meio Norte. Foi repórter de Regional, Polícia e Nacional. Em 2005, entrou no mundo da blogosfera independente com o pioneiro TV em Análise. Suas postagens sobre os bastidores do Miss Brasil-Miss Universo mostraram ao público um lado dos concursos de beleza que os organizadores não querem que você saiba. E, ainda por cima, querem, na base da mordaça, impedir você, leitor, contribuinte e pagador de impostos, de saber o que está por trás do manto vermelho da missologia nacional.
Esse post foi publicado em Esportes e marcado , , , , , . Guardar link permanente.

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s