JMJ: falhas apontam preocupações com transporte na Olimpíada no Rio

Pane no metrô, poucos ônibus e táxis com preços abusivos foram alvos de críticas

Do R7

Montagem/R7


JMJ tropeçou nas falhas de transporte e organização ao longo da última semana

A Jornada Mundial da Juventude atraiu cerca de 2 milhões de peregrinos ao Rio de Janeiro, agitou a cidade durante a última semana e ficou marcada pelo bom-humor e palavras de cobrança do papa Francisco. Entretanto, o evento que mobilizou multidões por cada canto da capital fluminense acabou marcado por problemas na organização, sobretudo em relação aos transportes. Os transtornos servem de alerta para a sede da Olimpíada de 2016.
O escoamento de peregrinos após a missa de encerramento, celebrada na manhã de domingo (28), em Copacabana, zona sul, resumiu o gargalo estreito em que se transformou o sistema de transportes carioca. Apesar de a concessionária liberar as catracas das estações de metrô Siqueira Campos e Cardeal Arcoverde para fazer fluir o ir e vir dos passageiros, filas gigantescas se formaram pelas ruas do bairro. A celebração, que contou com 3 milhões de pessoas, foi transferida às pressas para a praia da zona sul, depois que o Campus da Fé, em Guaratiba, na zona oeste, virou um mar de lama.
Após o anúncio da mudança, o prefeito Eduardo Paes pediu a compreensão dos moradores do bairro.

— Sei que não era o programado, mas contamos com a colaboração e compreensão dos moradores de Copacabana. Afinal, vamos ter cinco réveillons em uma semana.

O prefeito afirmou também que nenhuma cidade do mundo seria capaz de fazer escoar com eficiência a multidão que acompanhou a missa do papa.

— Por isso, pedimos que os peregrinos ficassem um pouco para os shows que viriam após a missa. Em nenhum lugar do mundo você consegue deslocar 3 milhões de pessoas ao mesmo tempo. Não suporta.

Os problemas com o metrô, porém, não se restringiram à grande demanda de domingo. Os transtornos viraram rotina entre os dias 22 e 28, período em que o papa Francisco esteve no Rio. Na terça-feira (23), uma pane elétrica parou o metrô por cerca de duas horas, no horário de pico. De acordo com a concessionária responsável, um cabo de energia se rompeu. Peregrinos que seguiam para a missa de abertura da JMJ, às 19h, em Copacabana, encontraram dificuldades.
Embora o metrô tenha se destacado negativamente, as falhas no transporte foram além. Peregrinos reclamaram também dos poucos ônibus e do preço abusivo dos táxis, que fixavam o valor de corridas ao invés de ligar o taxímetro. A juventude que tomou as ruas do Rio para a JMJ criticou ainda a sinalização confusa, a falta de banheiros e a lotação de bares e lanchonetes.

Organização confusa

As marcas negativas da jornada foram complementadas por falhas de comunicação entre prefeitura e comitê organizador. Na segunda-feira, quando o papa passava pelo centro, a indicação errada de caminho fez o carro que levava o pontífice parar engarrafado na avenida Presidente Vargas. Uma multidão cercou o veículo.
Outro ponto que chamou a atenção pela falta de planejamento e precaução se refere ao Campus da Fé. O terreno preparado em Guaratiba para receber eventos da JMJ, incluindo a missa de encerramento, se transformou em um lamaçal após seguidos dias de chuva.
Comerciantes que investiram para receber visitantes como nunca e peregrinos que se hospedaram próximo a Guaratiba viram tudo correr água abaixo. Um grupo de oito amigos microempresários chegou a gastar R$ 100 mil para alugar lojas no bairro e comprar estoques de comida e bebida. O investimento foi em vão, como explicou Marcelo Rosa. Ele chegou a vender o carro para participar da “vaquinha”.

— Quando o Exército veio aqui e começaram os boatos de que o evento seria cancelado, fiquei sem chão. Eu tenho oito filhos, deixei de pagar pensão. Vendi meu carro, passei o ponto onde eu tinha um comércio para alugar outro, maior.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s